Casa / Destaque / Justiça bloqueia quase R$ 500 milhões do Partido Progressista

Justiça bloqueia quase R$ 500 milhões do Partido Progressista

O juiz Friedmann Anderson Wendpap decretou nesta sexta-feira, dia 7,o bloqueio de R$ 476.917.797,44 em ação de improbidade, na Operação Lava Jato, contra o Partido Progressista, 10 políticos e um ex-assessor do partido

A decisão do magistrado foi dada em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), no Paraná, em 22 de março deste ano. A Procuradoria da República apresentou à Justiça Federal ação de civil pública contra o PP e 10 políticos da legenda – os deputados federais Nelson Meurer (PP-PR), Mário Negromonte Júnior (PP-BA), Arthur Lira (PP-AL), Otávio Germano (PP-RS), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e Roberto Britto (PP-BA), além dos ex-deputados Pedro Corrêa (PP-PE), Pedro Henry (PP-MT), João Pizzolatti (PP-SC) e Mário Negromonte (PP-BA) -, além de João Genu.

Na ação, a força-tarefa da Lava Jato imputa atos de improbidade administrativa ao grupo e pede que sejam condenados (inclusive o PP), como pessoa jurídica – a pagarem R$ 2,3 bilhões de ressarcimento ao erário, multa civil e por danos morais coletivos.

Veja na matéria do Estadão.

Sobre admin

Verificar também

Maus Caminhos: MPF no Amazonas pede a condenação de quatro denunciados por organização criminosa

Alegações finais pedem ainda que os réus, acusados de desvios de recursos federais da saúde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *