Casa / Amazonas / Justiça condena empresa dona do Portal do Zacarias a pagar R$ 50 mil a policial rodoviário federal ofendido pelo editor do site
O Blog - Portal para ter acesso a fatia de publicidade do Governo Melo - precisa que o seu editor seja traficante da FDN?

Justiça condena empresa dona do Portal do Zacarias a pagar R$ 50 mil a policial rodoviário federal ofendido pelo editor do site

O juiz Moacir Pereira Batista, da 7ª Vara do Juizado Especial Cível, condenou a empresa Carril e Souza Ltda., proprietária do Portal do Zacarias, a pagar um total de R$ 50 mil em duas ações movidas contra ela pelo policial rodoviário federal Adriano Sombra de Paula, ofendido em postagens feitas pelo ex-policial Sebastião Carril, depois que este foi abordado e multado pela prática de irregularidades no trânsito.

O fato que originou as postagens e as ações ocorreu no dia 25 de outubro de 2015, Naquele dia, Sombra trabalhava no posto da Polícia Rodoviária Federal  na BR 319, à altura da Ceasa, juntamente com os colegas Veloso II e Marssaro. Como receberam diversas denúncias de roubo de veículos, os policiais decidiram intensificar as atividades de identificação de roubos e furtos de veículos.

Por volta das 17h, a equipe abordou o veículo de placa NOX 9198, conduzido pelo ex-policial Sebastião Lucivaldo Moraes Carril, que se mostrou bastante nervoso, recusando-se a colaborar com a fiscalização. De pronto constatou-se que o veículo apresentava duas irregularidades: excesso de passageiros e película em desacordo com as normas de trânsito.

No momento que foi orientado quanto as irregularidades, o condutor alterou-se mais ainda, bem como começou a atirar fotos e debochar da fiscalização. Ainda assim, em momento algum, a equipe perdeu o controle nem mesmo se irritou com o usuário. Durante a fiscalização, na tentativa de debochar do trabalho policial, Carril sugeriu que olhassem “dentro dos peixes que tem em meu bagageiro porque deve ter drogas dentro deles”.

Após o término da fiscalização feita no veículo, foram lavrados dois autos de infração. No momento que o usuário foi convidado a assiná-los, bem como o documento de recolhimento do documento do carro (medida administrativa opcional prevista para os casos de película irregular), ele continuou zombando da fiscalização e ameaçou: “Essas multas nem vão coçar no meu bolso, eu tenho muito dinheiro e posso comprar uns 10 carros iguais a esse que vocês estão vendo. E mais, sou dono de um portal de comunicação chamado Portal do Zacarias e você aguarde uns 40 minutos que terá uma surpresa”.

No dia seguinte, Carril cumpriu a ameaça e fez postagem com o título: “Você conhece este policial rodoviário? Cuidado! Você pode ser a próxima vítima dele”, acusando Sombra de truculência e abuso de autoridade.

O policial decidiu acionar a Justiça e obteve liminar no dia 4 de abril de 2016, determinando a retirada da postagem. Carril obedeceu, mas em seguida publicou outra matéria repetindo todas as acusações a Sombra e se dizendo censurado. E ainda acrescentou um vídeo para reforçar o ataque. Isso gerou nova ação.

No último dia 17 foi proferida sentença condenando o réu em ambos os processos. No primeiro, ele foi obrigado a pagar R$ 20 mil e no segundo R$ 30 mil, por causa da reincidência.

Existe ainda um agravante no caso: a possível utilização de documento falso por Carril. Ele apresentou um atestado médico questionado pela Justiça para não comparecer a uma das audiências. O juiz oficiou ao Conselho Regional de Medicina para que apure a conduta e atuação ética do médico Lucas Nobre, responsável por emitir o documento. Carril vai ter que pagar 2% sobre o valor da causa em razão de ter cometido atos atentatórios à dignidade da justiça (no momento em que juntou o atestado possivelmente falso).

O juiz ainda determinou que seja oficiado ao Ministério Público para que seja analisada a questão criminal.

O chefe da Polícia Rodoviária Federal em Manaus, Benjamin Afonso Neto, também encaminhou ofício à Superintendência de Polícia Federal sugerindo a instauração de inquérito para apurar a conduta criminal de Carril no episódio.

Carril não é primário. Ele já cumpriu pena de prisão por tráfico de drogas e foi afastado da Polícia Civil depois de ser flagrado pela Polícia Federal com dois quilos de cocaína.

Chamam atenção alguns trechos da sentença, que o blog destaca a seguir:

“No presente caso, não houve efetivamente o compromisso com a ética que se espera do ente comunicador. O Requerido utilizou do seu portal com nítido intuído de difamar o Requerente pelo simples fato de ter sido tratado como cidadão comum quando foi realizada vistoria em seu veículo.

Certo é que as matérias publicadas não estavam dentro dos padrões de um razoável animus narrandi, havendo ofensas à personalidade do Requerente. Saliento que a conduta foi verificada nos dois fatos relatados nas ações aqui conexas.

Por todo exposto, entendo estarem caracterizados os danos morais alegados, estes caracterizados pelos transtornos e dessabores que este fato causaram ao Requerente, pelo que o Requerido deverá responder na medida de seu ato, salientando que para o processo no. 0604061-60.2016, entendo como razoável o valor de R$ 20.000,00 e para o processo no. 0606808-80.2016, R$ 30.000,00, este último em valor mais elevado em razão da reiteração proposital da conduta.

Outrossim, entendo ainda que o Requerido agiu de modo atentatório à dignidade da justiça, à medida que não compareceu a audiência injustificadamente, razão pela qual deve ser condenado à multa de 2% sobre o valor da causa, nos termos do art. 334, §8o, CPC.”

Carril pode recorrer da decisão ao Pleno do Tribunal de Justiça.

Com o Blog do Hiel Levy

Sobre admin

Verificar também

Maus Caminhos: MPF no Amazonas pede a condenação de quatro denunciados por organização criminosa

Alegações finais pedem ainda que os réus, acusados de desvios de recursos federais da saúde …

5 comentários

  1. Boa noite,

    Trafiquei, errei e fui condenado há nove anos de cadeia, paguei a pena. Hoje tenho bons amigos – Francisco Cruz, Omar Aziz, José Melo, Ronaldo Tiradentes, essa condenação será arquivada em segunda estância por minhas amizades.

    Sebastião Carril

  2. Braço da FND na mídia e ainda tem apoio do governador Ze Merenda que ajudou matar nossos irmãos.

    Coloquei o teu nome na lista negra…Desgraçado, fdp, vamos arrancar tua cabeça, da Tua mulher e filha…

  3. Portal do Antonio Zacarias patrimônio da FND- financiado pelo Governo Melo…PF omissa? A PC não tem credibilidade para investigar o Carril Gabiru, Maria Cheiradora Santana, Beatriz Rolha de Poço Carril, família do tráfico na mídia digital.

  4. Rosângela Sampaio

    eita lasqueira,so safadeza.

  5. Delegado da PC e Coronel PMAM são amigos de negócios de traficante da FDN

    O traficante da Família do Norte Sebastião Carril completou mais um ano vida, infelizmente, como um traficante vaidoso , ostentador, fez um rega bofe para a alta cúpula da ala jornalistica da facção criminosa. É, bom relembrar que o Sebastião Carril, a prostituta Maria Santana Carril e garota de programa e esperta para vende cocaína nos shoppings Olga Iara Carril comandam um braço da FDN no mundo virtual. O Portal do Zacarias serve para aproximar autoridade judiciarias e policiais para facilitar a vida criminosa de membros da facção. O traficante Carril, fechou o America Bar no Vieiralves para ‘comemorar’ seu aniversários, e entre os convidados estava o delegado da Polícia Civil e Presidente do Sindicado dos Delegados do Amazonas, Rafael Costa e Silva e o assassino Coronel PMAM, Marcos James Frota ex-comandante da PMAM, os indícios são de parcerias comercial e aliança com a facção para proteção pessoal e facilidades na logística operacional da facção. O traficante Sebastião Carril tem sua toca próximo ao aeroclube de Manaus, que serve de quartel general da facção e deste modo de está próximo dos carregamentos do drogas que chegam por via aérea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *