Casa / Destaque / Operação “Proximidade- Esforço Máximo” inicia nesta sexta-feira para coibir a violência em todas as zonas de Manaus
Fotos: Bruno Zanardo (Secom)

Operação “Proximidade- Esforço Máximo” inicia nesta sexta-feira para coibir a violência em todas as zonas de Manaus

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e mais de 20 órgãos públicos das esferas Federal, Estadual e Municipal, iniciam na noite desta sexta-feira (29), a partir das 21h, a maior operação integrada já realizada em 2017: “Proximidade – Esforço Máximo”, que tem como objetivo coibir a violência urbana em Manaus e combater as principais causas desses crimes na cidade.
 
Para a ação, serão empregados mais de dois mil servidores, incluindo militares das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), que irão fazer barreiras fixas de contenção nas áreas militares.
 
A concentração da operação iniciou no Centro de Convenções – Sambódromo, na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, de onde saíram os comboios para todas as zonas da cidade.
O objetivo da operação é atuar nas áreas com maiores registros de crimes em geral, principalmente, crimes contra a vida, com policiamento ostensivo e preventivo, onde os órgãos também estarão exercendo o papel de Polícia na fiscalização de casas noturnas e festas.
Em todas as áreas da cidade, apontadas na mancha criminal, serão montadas barreiras fixas e móveis para fiscalização de pessoas e veículos.  Uma Central Integrada de Fiscalização irá atuar em áreas especificas para verificação de irregularidades, que são ameaças à segurança.
Para o secretário de Segurança Pública, Carlos Alberto de Andrade, a operação mostra a importância da integração dos órgãos, de todas as esferas, no combate à violência em geral. “Comprovadamente, não se combate a violência apenas colocando Polícias nas ruas, por isso essa operação, que é um grande esforço conjunto de todos, vai atuar nas áreas que são fundamentais para garantir a segurança de Manaus”, disse.
Ações específicas
Durante todo o fim de semana serão realizadas diversas ações em todas as áreas da cidade, principalmente nos horários e locais que apresentam maior incidência de crimes, com ações de trânsito, fiscalizações em bares, casas noturnas, montagem de barreiras fixas, abordagens a veículos, motocicletas, veículos do transporte coletivo, pedestres e outros.
Além dos órgãos estaduais de Segurança Pública (Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Detran e SSP-AM) participam da operação “Proximidade-Esforço Máximo” os seguintes órgãos:  Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), Poder Judiciário, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública Estadual, Polícia Federal, Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (MANAUSTRANS), Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmas), Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), Conselhos Tutelares, e outros.
 
Central Integrada de Fiscalização
Toda a operação será coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na avenida André Araújo, com ações de videomonitoramento, por meio das 260 câmeras instaladas em Manaus, auxiliando os agentes que estão nas ruas e  na identificação de eventuais infratores durante a operação.
O CICC será uma base para consultas de placas de veículos para verificação de restrições de roubos ou furtos, e de pessoas, analisando se são foragidas do Sistema Prisional ou se há mandado de prisão em aberto.
Estatísticas de Setembro
A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) registrou neste mês de setembro, até a última quinta-feira (28), 57 homicídios. É o menor número registrado no ano, na média  mensal, onde a SSP-AM também não registrou nenhum latrocínio (roubo seguido de morte). “Esse ano, tivemos um grande aumento de crimes por conta do fato ocorrido em janeiro no Sistema Prisional. Mas agora em setembro, conseguimos praticamente reduzir pela metade os homicídios comparando com a média dos últimos meses. Agosto, por exemplo, fechou o mês com 105 homicídios”, afirmou Carlos Andrade.

Sobre admin

Verificar também

Operação Maus Caminhos precisa incluir o Laboratório Reunidos em suas investigações

Documentos aos quais o blog teve acesso mostram que o rombo na saúde, durante a …

2 comentários

  1. Nas cidades de Manaus e São Paulo, os cidadãos brasileiros foram recompensados por contribuir para a libertação de russos que foram massivamente ilegalmente presos e submetidos a abduções, prisões e retenções forçadas no país em 2016-2017. As empresas russas, cujos líderes foram reprimidos, e a organização de direitos humanos CPLCRB presentaram valiosos presentes, cartas e gratidão aos brasileiros, onde notaram sua contribuição para manter a moral dos russos e uma assistência abrangente no combate ao terror policial. O texto dos certificados dizia: “Sua ajuda no combate ao crime e à corrupção na Polícia Federal do Brasil, o confronto da calúnia e a incitação à Russophobia é um importante contributo para a proteção da democracia, dos direitos humanos, da Constituição do Brasil e da amizade entre nossos países”. “Sua ajuda na luta com repressões contra os russos inocentes é uma ação civilosa e corajosa que promove o desenvolvimento da diplomacia popular e boas relações entre o Brasil e a Rússia. “O Brasil pode se orgulhar de cidadãos como você”.
    A Embaixada da Federação Russa no Brasil também apresentou presentes valiosos ao advogado de turistas russos. http://www.kremlinrus.ru/news/164/74843/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *