Até trabalho espiritual foi pago com recursos do sistema de saúde do Amazonas

0
401

A Polícia Federal (PF) descobriu na investigação da Operação ‘Custo Político’, segunda etapa da ‘Maus Caminhos’, que o médico Mouhamad Moustafa chegou a recorrer a uma ‘mãe de santo’ para acalmar o ‘espírito’ do ex-secretário de Saúde do Governo do Amazonas, Wilson Alecrim. Conforme a PF apurou, em um certo momento houve um desentendimento entre Moustafa e Alecrim. Ambos estão presos. Mouhamad é considerado pela PF, MPF (Ministério Público Federal) e CGU (Controladoria Geral da União) como líder de um grupo que desviou mais de R$ 110 milhões com fraudes em contratos para serviços de saúde pública. Alecrim foi preso por suspeita de envolvimento no caso.

O ‘trabalho’ espiritual com a intenção de causar mal aos desafetos de Mouhamad foi registrado em uma foto é enviada por ‘Mãe Thoinha’ a Mouhamad. A PF encontrou a imagem no celular do médico.

Rota de colisão

As investigações, segundo o relatório da PF, identificaram elementos que caracterizam a inimizade entre Mouhamad e Wilson Alecrim. “Porém, os pagamentos mensais permaneciam independentemente da relação hostil, evidenciando que a rede de corrupção estava além dos domínios de Mouhamad Moustafa. A informação policial traz indícios dessa relação conturbada entre os dois”, cita a PF.

Com o site Observatório Manaus 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here