Autoridades alertam para possível colapso na saúde caso haja aumento expressivo de casos de coronavírus no AM

Secretário de saúde do AM, Rodrigo Tobias, e diretora da FVS, Rosemary Costa Pinto — Foto: Reprodução/internet

O Amazonas não está isento de um possível colapso na saúde caso seja registrado um aumento expressivo de casos do novo coronavírus, segundo órgãos de saúde que atuam no Estado, nesta quinta-feira (2).

As autoridades alertaram ainda para que a população continue a seguir as medidas de prevenção. O número de casos confirmados de Covid-19 no Amazonas subiu para 229, segundo novo balanço divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

O secretário estadual de saúde, Rodrigo Tobias, informou que, atualmente, o sistema de saúde tem uma condição limitada para atender todos os casos de coronavírus. Com o cenário, caso a população não se previna e um grande aumento de casos seja registrado, há um grande risco de colapso.

“O sistema de saúde do Amazonas pode entrar em colapso, se a gente não tomar as medidas necessárias agora. Essas medidas têm que ser tomadas em conjunto com a população. Precisa todo mundo ficar em casa”, disse Tobias.

Com o alerta, Tobias ressaltou os riscos de contagio de uma pessoa com coronavírus para a população, caso as medidas de prevenção não sejam seguidas.

“Agora, a responsabilidade é de todos nós. Estamos lidando com uma pandemia onde o contágio é exponencial. Uma pessoa pode contaminar outras seis pessoas. Em se tratando de pessoas que não apresentam nenhuma sintomatologia, podem levar isso multiplicado por mais seis”, disse Tobias.

Coronavírus no Amazonas

Segundo o último levantamento divulgado pela FVS-AM, 229 casos do novo coronavírus foram registrados no Amazonas, nesta quinta-feira (2). Três mortes pela doença foram confirmadas, três descartadas e outras seis estão em investigação.

São 205 casos confirmados somente em Manaus. Desses 35 estão internados, sendo 17 em leitos clínicos e 18 em UTIs, por apresentarem quadro grave.

Há registro de casos do novo coronavírus em Manaus, Parintins, Manacapuru, Santo Antônio do Içá, Boca do Acre, Itacoatiara, Anori, Novo Airão, Careiro da Várzea e Tonantins.