Braga: MDB buscará lugares na Mesa Diretora e presidência do CCJ do Senado

1
182
O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) durante coletiva após apresentar o relatório final do Orçamento de 2017 à Comissão Mista de Orçamento (CMO). O texto tem expectativa de ser votado na quarta-feira, 12. Foto: Sérgio Lima/PODER 360.

O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), afirmou nesta 2ª feira (4.fev.2019) que o partido vai “reivindicar” a presidência da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) e cargos na Mesa Diretora da Casa.

A sigla tem a maior bancada da Câmara Alta: 13 senadores.

A declaração foi dada a jornalistas após reunião da bancada.

Acompanhe o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Eduardo propõe soluções para BR-319

O senador disse que tem reunião marcada com o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (MDB-AP), eleito no último sábado (2.fev.), nesta 3ª feira (5.fev.2019).

“O MDB reivindica que haja 1 entendimento sobre 1 critério claro que é o da proporcionalidade, fora disso, eu terei que subordinar a bancada a qualquer outra proposta que não seja essa”, disse.

Esta Casa, nas vezes em que não encontrou 1 critério claro na proporcionalidade, acabou tendo 1 resultado que não foi muito bom. É 1 critério que a Casa estabeleceu há muitos anos”, afirmou.

Segundo Eduardo Braga, respeitando a proporcionalidade de números de senadores por partido, o MDB teria direito a 2 cargos na mesa: a 1ª vice-presidência e a 1ª secretaria,

“Com relação a comissão, nos também temos duas chamadas na comissão: a 1ª e a 5ª ou a 6ª, eu acho que a 6ª”, disse.

O senador disse que já teve uma “conversa preliminar” com Davi Alcolumbre (MDB-AP).

Sobre a possibilidade de indicar a ex-líder do Simone Tebet (MDB-MS) para algum dos cargos, Braga afirmou que primeiro precisa saber as posições que o partido terá para depois subordinar a bancadas às posições. Tebet votou a favor de Davi Alcolumbre e contra Renan Calheiros (MDB-AL), representante da sigla no pleito do fim de semana.

APOIO AO GOVERNO

Questionado se o partido continuará agindo em consonância com a pauta do governo, Eduardo Braga respondeu que o MDB atuará conforme a “pauta prioritária do país”,

“Aquilo que for bom para o Brasil, que fizer com que o país gere mais emprego, busque 1 ajuste fiscal, diminuir desigualdades, essa será a pauta do MDB”, afirmou.

“O MDB não é contra a reforma da Previdência, nós queremos entender qual a reforma da Previdência que nos vamos fazer”, completou, ao defender reforma com que acabe com injustiças e dê equilíbrio fiscal.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here