Câmara Federal irá debater a crise no Inpa e em outros institutos federais do AM

0
133
Segundo ele, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), considerado uma das maiores entidades de biologia tropical do mundo, está sem recursos até para comprar combustível, desde o mês de novembro do ano passado. #Blogdopavulo

A crise econômica nos Institutos de Pesquisas do Amazonas será tema de debate na Câmara Federal, em Brasília.

O deputado federal professor Gedeão Amorim (MDB) apresentou um requerimento na Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional da Amazônia (Cindra) da Casa Legislativa, solicitando a realização de uma Audiência Pública para discutir o cenário dessas entidades no Estado.

“Quando não se prepara cérebros, gasta-se muito mais para tratar a criminalidade. Não podemos permitir quer institutos com tradição de pesquisas passem essa penúria”, afirmou o parlamentar. Segundo ele, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), considerado uma das maiores entidades de biologia tropical do mundo, está sem recursos até para comprar combustível, desde o mês de novembro do ano passado.

O deputado informou ainda que o Inpa também não consegue contratar novos motoristas para transportar pesquisadores nos trabalhos de campo. Ele relembrou que uma das unidades do instituto chegou a ficar sem água por mais de uma semana por problemas técnicos. “O conserto do equipamento teve de ser pago por um pesquisador, que tirou recursos do próprio bolso para sanar o problema. É verdadeiramente uma lástima termos que ler e propagar uma notícia como esta”, lamenta Gedeão.

Apoio

Os servidores do Inpa realizaram na última quinta-feira, 12, uma assembleia para debater o futuro do Instituto. Para o secretário de administração do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (Sindsep-AM), Jorge Lobato, ter um parlamentar da bancada do Estado nesta luta será de fundamental importância.

“Infelizmente, ainda não temos um clamor por parte dos parlamentares da nossa bancada e se o professor Gedeão está dando o ponta pé inicial, nós, com certeza iremos somar com ele e vamos subsidiá-lo com todo o conteúdo necessário”, afirmou o secretário do Sindsep-AM.

Leia Mais: 

MP-AM pede intervenção e bloqueio de bens do conselho gestor da Fucapi

Gedeão Amorim declara total apoio à causa e acredita que mesmo com a crise que assola todo o País, manter essas instituições são essenciais para a manutenção das populações e para o desenvolvimento da educação, da ciência e da tecnologia.

Orçamento

“No ano passado, tivemos um orçamento de cerca de R$ 42 milhões para estas instituições, o que já era bastante reduzido, e para o ano de 2018 o orçamento foi reduzido em 40%, portanto, ficando com R$ 25 milhões apenas. Isso faz com que essas entidades percam, aos poucos, seus quadros importantes de servidores, cientistas e contratados”, aponta Gedeão.

Ele disse ainda que independente de qualquer destino dos institutos, dispensar os cuidados com essas entidades que são essenciais para o desenvolvimento do povo é negligenciar a Educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here