Celso de Mello libera para julgamento ação contra Gleisi Hoffmann

2
108
Senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, durante entrevsita exclusiva ao Poder 360. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello liberou para julgamento uma ação penal aberta contra a senadora e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR).

A decisão é de 5ª feira (7.jun.2018), mas foi divulgada nesta 6ª (8.jun). Leia a íntegra.

Gleisi é ré na Lava Jato desde fevereiro de 2017 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A ação tramita no Supremo, porque a petista tem foro privilegiado.

Este será o 2º julgamento da Lava Jato na Corte.

O 1º foi finalizado em 29 de maio e condenou o deputado Nelson Meurer (PP-PR) a 13 anos e 9 meses de prisão.

A análise de casos relacionados à operação é de competência da 2ª Turma, formada por Ricardo Lewandowski (presidente), Edson Fachin, Gilmar Mendes, Celso de Melo e Dias Toffoli.

Além de Gleisi, também respondem ao processo o marido da petista, o ex-ministro Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Kugler Rodrigues. Gleisi é acusada de receber vantagem indevida no valor R$ 1 milhão em 2010.

A quantia teria sido destinada à sua campanha ao Senado naquele ano.

O dinheiro teria origem no esquema de corrupção e lavagem de dinheiro estabelecido na diretoria de abastecimento da Petrobras, na época comandada por Paulo Roberto Costa.

TRF4 nega pedido de anulação da condenação de Lula

O repasse teria ainda o objetivo de manter Costa na citada diretoria. O Ministério Público sustenta que o pagamento foi ordenado pelo diretor e efetuado pelo operador financeiro Alberto Youssef. A quantia foi supostamente entregue a Rodrigues em 4 parcelas de R$ 250 mil.

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here