Chefe do setor jurídico do Mouhamad é o “Dr. Lino”, ele estaria se referindo ao advogado Lino Chíxaro?

0
61

O site  Amazonas Atual divulgou uma carta apreendida pela Polícia Federal durante busca e apreensão realizada nas empresas do médico Mouhamad Moustafá no curso da operação Maus Caminhos.

Na carta enviada ao ex secretario de saúde, Pedro Elias, Mouhamad se mostra insatisfeito com o tratamento que vinha recebendo e reclama por ter sido acusado de “viver de putaria” durante um evento em que o ex titular da Susam estaria “alterado pela bebida”.

Mouhamad, que àquela altura já era alvo de investigação por parte da Polícia Federal e Controladoria Geral da União, também acusa Pedro Elias de ter desrespeitado o chefe de sua equipe jurídica, a quem chama de “Dr. Lino”, ele estaria se referindo ao advogado Lino Chíxaro.

Ao finalizar a carta, Mouhamad faz uma promessa a Pedro Elias: “Diferente da bandidagem que deixaria algo estourar no seu cú, como você falou e não assumiria a responsabilidade, sou homem apesar de ter idade para ser seu filho talvez e qualquer coisa que aconteça em virtude disso, desde que você trabalhe com minha equipe jurídica que é chefiada pela outra pessoa que você desrespeitou [Lino Chíxaro]…assumirei a responsabilidade e arcarei até com o custo”.

Apesar da promessa, Pedro Elias foi preso no último dia 21/12 pela Polícia Federal durante a terceira fase da operação Maus Caminhos, batizada de “Estado de Emergência”, e posto em liberdade ontem (27), por decisão do Juiz Federal Ricardo Sales.

Confira a integra da carta:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here