Condenação da filha do operador tucano Paulo Preto aumenta pressão por delação premiada dele

0
80

Se a família do operador tucano Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, já o pressionava por um acordo de delação premiada, a situação ficou crítica após a condenação de sua filha Tatiana Souza Cremonini.

A psicóloga foi sentenciada ontem a 24 anos e três meses de cadeia, além do pagamento de multa de R$ 1,6 milhão.

Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Paulo Vieira é condenado a 145 anos de prisão por peculato no Rodoanel

Tatiana Souza Cremonini foi condenada por incluir suas empregadas domésticas e até uma funcionária da empresa de seu marido como beneficiárias do programa de reassentamento de famílias atingidas pelas obras do Rodoanel, do governo paulista do PSDB.

Na sentença, a juíza federal Maria Isabel do Prado concluiu que a filha de Paulo Preto “atuou ativamente” no esquema do pai, com “nítida premeditação”, evidenciando “uma personalidade voltada para a prática criminosa”.

Ela também corre o risco agora de ter pedida a cassação do seu registro profissional, porque a condenação criminal foi pesada, de quase 25 anos de cadeia, em uma sentença que prevê o começo do pagamento da pena em regime fechado.

Agora é que a família vai estrilar, estrebuchar, abrir a boca e entregar tudo. A começar pelo dinheiro que mantém escondido no Exterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here