CREF8 entrega Cédula de Identidade Profissional à lenda do Jiu-Jítsu mundial Osvaldo Alves

1
136

O PM Arthur Neto (faixa coral da China) não aparece na lista de alunos do mestre

O Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região (CREF8-AM/AC/RO/RR) entregou na última quarta-feira (6) a Cédula de Identidade Profissional (CIP) do mestre Osvaldo Alves, lenda do Jiu-Jítsu mundial, com mais de 70 anos trilhados no caminho do esporte.

Faixa Vermelha na arte suave, Osvaldo Alves foi treinador de grandes atletas e enxerga no Conselho uma boa oportunidade para promover o esporte e a qualidade de vida.

Acompanhe o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Tiroteio deixa 13 pessoas mortas no centro do Rio de Janeiro

“A minha vida toda foi dentro do esporte. Fui treinador durante décadas e sempre ressaltei a importância de se trabalhar também as partes científicas, mecânicas e teóricas. É uma honra, após longos anos de caminhada, fazer parte deste Conselho e poder contribuir com o seu desenvolvimento”, destaca Osvaldo Alves.

Segundo o presidente do CREF8, Jean Carlo Azevedo, ter Osvaldo Alves como profissional registrado no Conselho é motivo de orgulho. “O mestre Osvaldo é uma figura conhecida em todo mundo e tê-lo conosco é uma satisfação, por conta do seu trabalho direcionado à luta e legado irretocável”, disse.

Azevedo ainda destaca que, após a aproximação do Conselho com o mestre Osvaldo, surgirão novos projetos para os profissionais e para o Jiu-Jítsu do Amazonas. “Nossa ideia inicial é realizar um processo de capacitação dos profissionais. Com isso, evoluir o esporte local”, completou.

Sobre Osvaldo Alves

Iniciado no Judô, Osvaldo Alves cruzou pela primeira vez com o jiu-jitsu ao passar em frente à tradicional academia Gracie, no Rio de Janeiro. Aos seis anos, foi convidado a integrar a equipe de alunos do grande mestre Carlos Gracie. Praticante assíduo das duas artes (Judô e Jiu-Jitsu), Alves conquistou, aos 17 anos, duas medalhas de ouro no Pan Americano de Judô.

Na mesma época, mudou-se para o Japão, onde passou cinco anos apurando técnicas de ambas as artes. De volta ao Rio de Janeiro com a bagagem cheia, Osvaldo ajudou a família Gracie a aperfeiçoar movimentos e passou a dar aula na tradicional academia. Passado algum tempo, mais experiente e com uma academia própria (a tradicional Academia Osvaldo Alves), o mestre faixa vermelha já era, a essa altura, aclamado como um dos maiores do mundo.

No histórico invejável de alunos aparecem nomes como: Vitor Belfort, Amaury Bitetti, Paulo Filho, Rodrigo Minotauro, João Roque, Zé Mario Sperry, Paulo Caruso, Carlos Gracie Júnior, Fredson Paixão, Sérgio Penha, Arthur Mariano, Ministro do Supremo Luiz Fux, Ronaldo Jacaré, Bibiano Fernandes, Erica Paes, dentre outros.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here