Dedé volta a marcar e Cruzeiro bate o Sport no Mineirão

0
31
O zagueiro, que estava sendo marcado pelo baixinho Gabriel, testou firme e abriu o placar para o time mineiro. #Blogdopavulo

Cruzeiro fez seu dever de casa neste domingo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Em jogo movimentado, o time mineiro foi superior e bateu o Sport no Mineirão, por 2 a 0.

Os gols foram marcados pelo zagueiro Dedé e pelo meia Arrascaeta.

Esta foi a segunda vitória dos comandados de Mano Menezes no Brasileirão 2018. Os cruzeirenses foram a sete pontos ganhos e assumiram, provisoriamente, a oitava colocação da tabela. Inclusive, ultrapassaram o próprio Leão, que, com os mesmos sete pontos, caem para a nona posição, em função do pior saldo de gols. Na próxima rodada, enquanto os primeiros disputarão o clássico de minas contra o Atlético-MG, os segundos recebem o Corinthians em Recife.

O Jogo

A partida começou eletrizante. Com menos de cinco minutos, já haviam sido desperdiçadas duas chances claras de gol, uma para cada lado.

A primeira foi do Cruzeiro. Pela esquerda, Robinho deu bom passe para Arrascaeta no meio da área. Com a canhota, o uruguaio bateu de primeira, forçando Magrão a espalmar a bola. No rebote, no entanto, Sassá, em posição legal dentro da pequena área, conseguiu chutar a bola por cima do travessão.

Na sequência, o Sport se lançou ao ataque e respondeu à altura. Neto Moura carregou bem pelo meio e deixou Rogério em perfeitas condições de finalizar, cara a cara com Fábio. O atacante bateu de bico, mas não pegou em cheio na bola e facilitou a defesa do goleiro cruzeirense.

A Raposa continuou em cima, tentando pressionar o adversário, mas foi o Leão que voltou a levar perigo. Primeiro em jogada pela esquerda, com Sander chegando à linha de fundo e cruzando rasteiro para Rogério. O atacante se antecipou à marcação, colocou o pé na bola, mas viu Léo desviar para escanteio e salvar o time da casa. No tiro de canto, Marlone levantou na primeira trave e Ronaldo Alves apareceu para escorar. A cabeçada passou perto do poste.

Com 33 rodados, o Cruzeiro trabalhou a bola, que chegou a Egídio pela esquerda. De primeira, o lateral cruzou rasteiro e Sassá apareceu na segunda trave para empurrar para a rede. No entanto, o bandeirinha viu o atacante em posição irregular e anulou o gol.

Nos acréscimos, o torcedor cruzeirense, enfim, pôde soltar o grito de gol. Pela direita, Arrascaeta cruzou na segunda trave e encontrou Dedé. O zagueiro, que estava sendo marcado pelo baixinho Gabriel, testou firme e abriu o placar para o time mineiro.

Já na etapa final, Arrascaeta, com um golaço de fora da área, ampliou a vantagem celeste aos 10 minutos. O meia ganhou a disputa com Neto Moura e Anselmo e, com a perna direita, colocou a bola na gaveta de Magrão, que nada pôde fazer.

Leia Mais:

Corinthians só empata com o Ceará e aumenta jejum de vitórias

Quatro minutos depois, Léo recebeu cruzamento de Henrique na segunda trave e só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol. Porém, o auxiliar voltou a enxergar impedimento na jogada e anulou o que seria o terceiro da Raposa.

O Sport tentou ficar mais com a bola para esboçar uma reação, mas acabou sofrendo com as limitações em seu setor ofensivo. Por outro lado, Dedé, aos 43 minutos, só não fez seu segundo gol no jogo porque Magrão fez ótima defesa em sua cabeçada e salvou os pernambucanos de um placar mais elástico.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 0 SPORT

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)

Cartões Amarelos: Sassá e Dedé (CRU); Ronaldo Alves, Gabriel e Sander (SPO)

Gols: Dedé, aos 46 do 1T, e Arrascaeta, aos 10 do 2T (CRU)

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Rafinha (Rafael Sóbis), Robinho (Mancuello) e Arrascaeta; Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

SPORT: Magrão; Cláudio Winck (Fabrício), Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura (Everton Felipe), Fellipe Bastos, Gabriel (Carlos Henrique) e Marlone; Rogério.
Técnico: Claudinei Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here