Em Manaus: Funcionários de fábrica de celulares são presos suspeitos de furtarem aparelhos

0
96
Suspeitos foram apresentados na tarde desta terça-feira (12) — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Quatro homens foram presos nesta segunda-feira (11), em zonas distintas de Manaus, suspeitos de furtarem aparelhos celulares de uma empresa de produtos eletrônicos. Segundo a Polícia Civil, os homens revendiam o material em sites de compras e vendas na internet por preços abaixo do mercado.

Estima-se que o grupo tenha causado um prejuízo de R$ 360 mil.

De acordo com o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado, Sinval Barroso, o grupo chegou a furtar mais de 300 aparelhos celulares. Os suspeitos escolhiam os modelos mais caros para revenderem por um preço menor.

Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Josué Neto viabiliza acordo para acelerar a execução de emendas

Eles vendiam o celular sem a caixa, sem carregador ou qualquer outro item.

Foram presos Tiago Silva da Costa, 37, John Wellington Pinheiro, 21, e Marinho Moreira Rodrigues, de 36 anos, – todos funcionários de uma empresa de fabricação de celulares, o que facilitou o furto dos aparelhos para a revenda ilegal.

“Um deles trabalhava na área de produção, outro no setor de qualidade e o terceiro era responsável por fazer a revista nos funcionários. Dessa forma, eles conseguiam com maior facilidade cometer o furto. Em um dia, eles realizavam a ação, e em outro dia eles revendiam no site de compras e vendas na internet”, explicou o delegado.

O quarto suspeito foi o primeiro a ser preso pela polícia. Fábio Freire Sousa Santos, de 35 anos, era responsável pela entrega dos aparelhos. O titular do DRCO explicou que, durante investigações, a equipe policial demonstrou interesse em comprar um aparelho, no site, para chegar até o grupo.

“Fábio usava o disfarce de motorista de aplicativo para fazer a entrega. O grupo achava que, se fosse pego pela polícia, ele ia dizer que estava fazendo somente a corrida. Logo, ele ia fazer uma venda para nossos policiais e, a partir desse ‘encontro’, foi caindo o resto do grupo por meio do interrogatório”, completou.

Os suspeitos foram autuados em flagrante por furto qualificado, receptação qualificada e organização criminosa. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, eles serão encaminhados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, na Zona Sul da capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here