Em outro clássico com intervenção do VAR, Fla empata com o Flu e vai à final do Carioca

Rio de Janeiro - RJ - 06/04/2019 - Futebol - Campeonato Carioca 2019 - Jogo valido pela semifinal do Campeonato Carioca - Flamengo x Fluminense, Estadio Mario Filho, Maracana, zona norte do Rio - Foto Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia - Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia

Rio – Em mais um Fla-Flu com intervenção do VAR, que resultou na anulação de um gol do Rubro-Negro,  o Flamengo avançou à final do Campeonato Carioca com um empate em 1 a 1, na noite deste sábado, no Maracanã.

Gilberto abriu o placar para o Tricolor e Gabigol, que começou no banco, empatou a partida no segundo tempo. Campeão da Taça Rio, o time de Abel Braga tinha a vantagem do empate para ir à decisão. O outro finalista sairá do duelo deste domingo, entre Vasco e Bangu, às 16h, no Maracanã. O campeão estadual será definido em duas partidas, nos dias 14 e 21 de abril.

Para o clássico diante do Fluminense, o técnico Abel Braga optou por Uribe no lugar de Gabigol. Como o camisa 9 cumprirá suspensão contra o San José, da Bolívia, na quinta-feira, pela Libertadores, no Maracanã, o treinador antecipou a alteração para dar ritmo ao centroavante colombiano. No Tricolor, Paulo Henrique Ganso cumpriu suspensão automática por ter sido expulso no Fla-Flu da semifinal da Taça Rio.

O jogo começou quente. Logo aos sete minutos, após cruzamento de Pará pela direita, o goleiro Rodolfo se chocou com Léo Duarte e Willian Arão aproveitou a sobra para completar de cabeça para o gol. Mas o goleiro tricolor pediu falta no lance. O VAR foi acionado e o árbitro Bruno Arleu de Araújo anulou o gol.

Não demorou para o VAR ser acionado de novo, para analisar se uma falta de Gilberto em Renê merecia expulsão. O lateral-direito tricolor levou cartão amarelo no lance.

Aos 35 minutos, outro lance polêmico: Uribe recebeu dentro da área na cara de Rodolfo, mas o árbitro marcou impedimento sem que o auxiliar tivesse levantado a bandeira.

O Flamengo por pouco não abriu o placar já no fim do primeiro tempo, aos 43 minutos, mas Uribe desperdiçou a chance: Bruno Henrique recebeu na direita e chutou; Rodolfo fez a defesa parcial com o pé e Gilberto, quase em cima da linha, impediu que o colombiano completasse para o gol. Logo em seguida, veio a resposta do Fluminense: após cruzamento de Caio Henrique pela esquerda, Gilberto cabeceou para o gol.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Gabigol no lugar de Uribe, que sofreu torção no tornozelo esquerdo. E logo o Fluminense teve a chance de fazer o segundo, numa bomba de Luciano, que obrigou o goleiro Diego Alves a fazer grande defesa no lance.

Aos 11 minutos, a torcida rubro-negra já pedia a entrada de Arrascaeta. E o uruguaio substituiu Diego, aos 18. O gol de empate veio aos 23: Gabigol recebeu de Renê e soltou uma bomba para o gol. Foi o sétimo gol do camisa 9 no Campeonato Carioca, garantindo a classificação para a final do Campeonato Carioca.

Hamas responde Flávio Bolsonaro e se refere ao presidente como ‘extremista’

“Não nasci para ser presidente, nasci para ser militar”. Então por que se candidatou, Bolsonaro?