Flamengo derrota o Corinthians em São Paulo e volta a sonhar com o título do Brasileiro

0
34

São Paulo – O Flamengo acelera forte na corrida para cruzar em primeiro lugar a linha de chegada do Campeonato Brasileiro, em dezembro.

Ontem, diante do Corinthians, que estreou uma camisa em homenagem ao tricampeão mundial de F-1 Ayrton Senna, torcedor do clube, a equipe, pilotada por Lucas Paquetá, venceu mais uma prova na competição: 3 a 0, com dois gols do camisa 11 e um de René, no Itaquerão.

Com isso, subiu para a terceira posição, com 52 pontos, um atrás do líder Palmeiras e do Internacional, que momentaneamente completam o pódio.

A barbeiragem do Colorado, atropelado pelo Sport pouco antes, injetou gás ao time rubro-negro, que insiste em não ser um mero retardatário na busca pelo título.

Com Renê e Cuéllar absolvidos pelo STJD horas antes de a bola rolar — pelo pisão em Pablo na partida contra o Atlético-PR, em agosto —, o técnico Dorival Junior engatou a primeira e mandou os dois a campo.

A iniciativa surtiu efeito e o Flamengo pisou fundo no acelerador em busca do gol, que quase saiu em finalizações de Paquetá, aos 17, de Vitinho, aos 24 e 26, e de Uribe, aos 41 minutos. Já o Corinthians teve uma atuação em marcha lenta durante quase todo o primeiro tempo.

Segue o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Flamengo perde para o Corinthians e acaba eliminado da Copa do Brasil

Mas, empurrado pela torcida, criou a melhor chance de ultrapassar o adversário no placar. Aos 42 minutos, Willian Arão saiu jogando errado e obrigou o goleiro Cesar a fazer duas belas defesas em chutes de Mateus Vital e Douglas em sequência.

O pit-stop, no Itaquerão, veio em boa hora para o Rubro-Negro.

Na relargada para o jogo, o Flamengo deu uma arrancada e se manteve no caminho certo rumo à pole-position no placar. Mesmo fora de casa, seguiu no traçado, mandou o Corinthians para o guard-rail, e, com maior torque no motor, mostrou sua força. Lucas Paquetá, aos 14 minutos, aproveitou escanteio batido por Vitinho e fez a festa da torcida rubro-negra. Pedrinho, aos 17, respondeu e chutou rente à trave de Cesar.

Mas o 1 a 0 deu mais velocidade ao Flamengo, que, ligeiro, só precisou de mais seis minutos para ampliar a vantagem, outra vez com Paquetá. Vitinho cobrou escanteio da esquerda, Uribe desviou e a zaga do Corinthians vacilou. Na sobra, o camisa 11 encheu o pé e fez Flamengo 2 a 0. René, aos 46, ampliou, e, além dos três pontos na bandeirada final, o Rubro-Negro festejou — com champanhe — o fim de um jejum de oito jogos (desde 2009) sem bater o Corinthians em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 X 3 FLAMENGO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Auxiliares: Luciano Roggenbaum e Luiz H Souza Santos Renesto (ambos PR)

Público: 41.693 pagantes

Renda: R$ 1.381.719,00

Cartões amarelos: Romero e Henrique (Corinthians); César (Flamengo)

Gols: Lucas Paquetá, aos 14min de 20min do segundo tempo; Renê, aos 46min do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Gabriel, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Douglas (Emerson Sheik) e Ralf (Danilo); Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson (Pedrinho) / Treinador: Jair Ventura

FLAMENGO: César; Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro (Rodinei) e Vitinho (Piris da Motta); Uribe (Geuvânio) / Treinador: Dorival Júnior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here