JIJI autua motorista de ônibus que transportava 15 crianças e adolescentes sem documentação

1
40
Fotos: Acervo do Jiji

O Juizado da Infância e da Juventude Infracional (JIJI), da Comarca de Manaus, apresentou balanço da ação realizada nos dias 6 e 7 deste mês – durante o feriado prolongado da Semana da Pátria –, para fiscalizar a saída de crianças e adolescentes para o município de Itacoatiara, onde acontecia um festival de música (o Fecani).

Durante a ação, determinada pelo juiz Eliezer Fernandes, titular do Juizado, os comissários autuaram uma pessoa e emitiram quatro intimações.

Amazonino nomeia Leda Mara procuradora geral de Justiça

Segue o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

O motorista de um ônibus que seguia para um retiro no município foi autuado.

Ele transportava 15 crianças e adolescentes que não portavam documentos. Durante a abordagem, segundo os comissários do JIJI, o motorista resistiu à fiscalização e questionou o trabalho da equipe.

“Houve certa resistência por parte do motorista do ônibus. Eram 15 menores no veículo, indo para um retiro e todos estavam sem documentos.

O motorista fez vários questionamentos, alegando que tinha pressa em chegar ao destino. Não quis esperar as orientações e foi muito grosseiro. Foi autuado e intimado a comparecer ao juizado para prestar esclarecimentos”, disse a comissária Bianca Catunda de Souza.

Durante a ação, outras quatro pessoas também foram intimadas por falta de documentos, mas foram liberadas a partir do envio da documentação por meio de aplicativos de mensagens.

Nas operações do Juizado da Infância e da Juventude Infracional, as equipes fiscalizam todos os tipos de veículos visando coibir o transporte de crianças ou adolescentes desacompanhados dos pais ou responsáveis, sem autorização judicial, também situações que possam caracterizar exploração sexual infanto-juvenil.

A fiscalização atende às normas do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

No final de semana anterior, as equipes do Juizado também realizaram o trabalho na zona Oeste da capital, fiscalizando a saída de crianças e adolescentes para o município de Manacapuru, quando da realização do Festival de Cirandas. No mesmo período, a ação também foi realizada no projeto de ocupação cultural do Centro Histórico de Manaus, o Passo a Paço.

Carlos de Souza

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here