Policias em Minas Gerais já prenderam mais dois suspeitos de participação no atentado a facada a Jair Bolsonaro

0
66
FMOTTA11 - JUIZ DE FORA - MG - 06/09/2018 - BOLSONARO / JUIZ DE FORA - POLÍTICA OE - Uma tentativa de agressão ao candidato do PSL a presidente da República, Jair Bolsonaro, durante caminhada no Parque Halfeld em frente à Câmara Municipal de Juiz de Fora, Minas Gerais, cumprindo o dia inteiro extensa agenda na cidade mineira. Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO

Além do terrorista Adelio Bispo de Oliveira, filiado do PSOL, que atacou o deputado federal Jair Bolsonaro a facada no abdômen, na tarde desta quinta-feira, em Juiz de Fora, a Polícia em Minas Gerais já prendeu também Hugo Ricardo Bernardo e Bruno Pereira da Silva.

Os dois são suspeitos de fazer parte do grupo terrorista encarregado da realização do atentado.

Os parceiros são usados em operações deste tipo para criar uma desordem no local do atentado, quando o mesmo é efetivado, correndo cada um em direção oposta, para beneficiar o autor do atentado no seu plano de evasão do local.

Delegados apontam atentado a faca contra Jair Bolsonaro como um “ato terrorista” de comunos-petistas

Segue o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

A polícia em Minas Gerais também com a forte suspeita do envolvimento de uma mulher também comuno-esquerdista no atentado.

Minas Gerais é Estado comandado por petista, Fernando Pimentel, ex-terrorista que tentou, no início da década de 70, em Porto Alegre, matar o cônsul americano no Rio Grande do Sul. Minas Gerais é abrigo certo para agentes cubanos, a serviço do Foro de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here