Sassá da Construção Civil recolhe 11 assinaturas para instalar CPI da Manaus Ambiental

Durante a Sessão Plenária realizada na Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta terça-feira(30), o vereador Sassá da Construção Civil (PT), colheu 11 assinaturas para a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito, com a finalidade de investigar as irregularidade dos serviços de abastecimento de água à população manauara por parte da empresa concessionária Manaus Ambiental. No entanto, o recolhimento de assinaturas para protocolar a proposta gerou bate boca e polêmica na Casa Legislativa.

” A assinatura do pedido da CPI deu muita confusão e desentendimento entre os vereadores. Eles têm que perceber que a causa é para defender o povo de Manaus do maus serviços prestados e não contra a Prefeitura. A CPI com certeza será instalada e isso gerou desconforto entre membros da base aliada”, frisou Sassá. Além do vereador autor, os parlamentares que assinaram o pedido de criação da CPI foram: Jaildo dos Rodoviários (PCdoB), Dr. Ewerton Wanderley (PPL), Chico Preto (PMN), Willian Abreu (PMN), Joana D’arc (PR), Marcelo Serafim (PSB), Carlos Portta (PSB), Plínio Valério (PV), Coronel Gilvandro (PTC) e Professor Fransuá (PV). A justificativa da CPI é fundamentada em denúncias apresentadas por consumidores durante audiência pública realizada no seio da XVI Comissão de Água e Saneamento da CMM, no último dia 24, entre elas, interrupções abruptas no abastecimento de água, suspensão do abastecimento a comunidades por vários dias, cobrança de fatura mensal fora da realidade de famílias carentes, emissão e cobrança de tarifa a consumidores que possuem abastecimento independente (poço artesiano), ausência de relatório de cumprimento de metas por parte da concessionária, apresentação do plano de ação para atender consumidores da região localizada após a barreira da AM-010, explicação e justificativa sobre a ocorrência de desabastecimento às zonas lestes e norte.

Para o vereador Sassá, a Audiência Pública foi considerada inconclusiva. “Foi insuficiente no sentido de apontar soluções às problemáticas levantadas por populares e vereadores”, finalizou o parlamentar.

Texto: Assessoria de comunicação de Sassá da Construção Civil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui