28 C
Manaus
quarta-feira , 30 set 2020
Início Cultura Sem ‘gastar’ com lateral, Flamengo segura investimentos para tentar manter Pedro, Thiago...

Sem ‘gastar’ com lateral, Flamengo segura investimentos para tentar manter Pedro, Thiago Maia e Pedro Rocha

Clube iria investir em Guga, mas desistiu da negociação. Trio custaria junto R$ 162 milhões, mas negócios parcelados facilitam caso a escolha seja a compra dos direitos federativos

FOX Sports

O Flamengo perdeu Rafinha e trouxe de imediato o lateral-direito Mauricio Isla. A diretoria queria outro nome, com Guga como favorito, mas a negociação não evoluiu por conta da questão financeira. E a grana que seria investida no atleta do Atlético-MG já tem destino: ajudar na manutenção de atletas emprestados do atual elenco.

A informação da desistência de Guga foi divulgada pelo canal Flazoeiro. O Flamengo teria de pagar algo em torno de 5 milhões de euros (R$ 31 milhões), mas acenou com um pouco menos. O Galo, que deseja faturar com o lateral, não aceitou. Com isso, o clube vai apostar em Isla e Matheuzinho até o fim da temporada. João Lucas, que está lesionado, é a outra opção.

Dos atletas emprestados para a atual temporada, Thiago Maia, Pedro e Pedro Rocha estão com moral na comissão técnica. O primeiro tem sido titular em muitos jogos e com bom desempenho, enquanto o centroavante é o primeiro nome para a vaga de Gabigol e também já atuou com o camisa 9. Pedro Rocha foi quem menos atuou, mas até se lesionar fez boas partidas contra Botafogo e Bahia e deixou uma boa impressão.

O desempenho na reta final de 2020 será fundamental para definir os investimentos. Veja abaixo quanto cada um custaria, mas vale lembrar que as compras seriam parceladas e não à vista. Hoje, o volante é o favorito para continuar.

Thiago Maia: 8 milhões de euros (R$ 50 milhões)

Pedro Rocha: 8 milhões de euros (R$ 50 milhões)

Pedro: 10 milhões de euros ($ 62 milhões

Em campo, o time carioca volta a jogar nesta quinta-feira, pela Conmebol Libertadores. O duelo será contra o Del Valle, líder do grupo, no Equador. O Flamengo é segundo, com o seis pontos, mesmo número do adversário.