Vereadora do Rio é condenada a 5 anos de prisão por tortura de ex-marido

Vereadora Veronica Costa foi condenada por torturar o ex-companheiro. (Foto: Tiago Ramos/Futura Press)

A vereadora Verônica Costa (MDB), conhecida como Mãe Loura, foi condenada pela Justiça do Rio a 5 anos e 10 meses de prisão em regime semiaberto pela tortura de seu ex-marido, cometida em 2011.

Na decisão, o juiz Marcelo Oliveira da Silva, da 16ª Vara Criminal, determinou a perda do cargo da vereadora.

O caso veio à tona após a vítima, identificado como Márcio Costa, denunciar o caso à Polícia Civil quando ainda eram casados. Além de Verônica, quatro parentes da ex-funkeira também foram condenados.

Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

FMI impede que Nicolas Maduro saque reservas em dólar de seus cofres

O processo corre em segredo de Justiça e ainda cabe recurso.

Segundo a Polícia Civil, o irmão, a irmã, o cunhado e o padrasto de Verônica foram até a casa do casal e amarraram Márcio no banheiro, a mando dela. A vítima contou que teve os pulsos e os pés amarrados com correntes e cordas, e teria sido vendado. Ele afirmou que foi agredido e que ameaçaram de colocar fogo em seu corpo, acusando-o de ter uma amante e de “roubar” o dinheiro da então funkeira.

A denúncia contra Verônica foi aceita pela Justiça em dezembro de 2011, mas o processo foi transferido para a 2ª instância do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) após ela assumir a cadeira na Câmara, em 2013.

Por conta do cargo, ela teria o direito a ser julgada por um órgão especial do TJ. Contudo, o caso voltou a tramitar na 16ª Vara Criminal em novembro do ano passado.

Na época, Verônica negou todas as acusações e disse que o marido já chegou machucado em casa, sob o efeito de drogas. Em nota enviada ao jornal Extra, o advogado da vereadora afirmou que vai recorrer d