1º escândalo do ‘novo’ Governo Amazonino Mendes: Samuel Hanan indica secretário condenado no STF

O auditor fiscal José Ricardo Freitas Castro foi nomeado secretário executivo da SEFAZ, Ricardo Castro é uma indicação do poderoso Hanan, Hanan responde pela representação do Estado do Amazonas em São Paulo, onde reside, há anos…  

Mesmo sabendo da desarmonia interna que a indicação de Ricardo Castro provoca – Samuel Hanan pagou pra vê…  

Situação delicada do secretário executivo perante ao Poder Judiciário 

Após 21 anos da denúncia, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o auditor fiscal da fazenda e atual presidente do Sindicato dos Funcionários Fiscais do Amazonas (Sindifisco-AM), José Ricardo Freitas Castro, a devolver quase R$ 82 milhões aos cofres do Estado em valores atualizados. Ele é acusado de receber ilegalmente fatia de multa milionária aplicada à Semp Toshiba da Amazônia.

Ricardo Castro e os outros fiscais da Secretaria de Fazenda (Sefaz) tiveram participação em multa de R$ 21 milhões, que aplicaram em 1995 sobre a empresa Semp Toshiba, que devia recolhimento de impostos (ICMS) ao governo estadual. Na ocasião, o Governo do Estado realizou um acordo “extrajudicial” com a Semp Toshiba, onde reduziu de R$ 21 milhões para R$ 13 milhões o valor da multa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui