Botafogo derrota o Fluminense no Maracanã e chega à terceira vitória seguida no Brasileiro

Alex Santana comemora o gol da vitória do Botafogo no clássico - Marcelo Gonçalves/Parceiro/Agência O Dia
No clássico entre times que gostam da posse de bola, ganhou quem soube fazer gol e quem tinha Gatito.

Melhor para o Botafogo, que mesmo dominado pelo Fluminense a maior parte do jogo, venceu por 1 a 0, com Alex Santana, e vai dormir neste sábado dividindo a liderança do Campeonato Brasileiro com o Atlético-MG, com nove pontos.
Ao Tricolor, resta lamentar mais uma derrota na competição, desta vez graças ao goleiro adversário, com três grandes defesas, e ao VAR que anulou corretamente o empate de Matheus Ferraz.
Com duas equipes leves e que tentam manter o controle da bola, o Fluminense surpreendeu com sua escalação muito ofensiva, com Allan, Danielzinho e Ganso no meio, e Pedro titular novamente. A opção de Fernando Diniz se mostrou correta com o total domínio tricolor na primeira etapa (61% contra 39% de posse), mas faltou transformar em gols.

Leia Mais – São Paulo sai atrás, pressiona e arranca empate contra o Flamengo no Morumbi

Mesmo acelerando o jogo, com movimentação do meio e construindo muitas jogadas, principalmente pelo lado esquerdo com Yony e Caio Henrique, o Fluminense pecou no último passe. Já o Botafogo — com Alex Santana no lugar de João Paulo, poupado com dores musculares — não conseguiu ficar com a bola, perdeu muito o meio e sofreu com o seu lado direito.
Mesmo nesse panorama, as melhores chances dos dois times só saíram em erros de saída de bola dos adversários. O Fluminense não aproveitou quando Bochecha errou dentro da área porque Luciano, após driblar dois, não tocou para Pedro, livre e parou em Gatito. E o Botafogo desperdiçou o passe errado de Rodolfo nos pés de Erik, que optou por isolar de fora da área ao tocar para Diego Souza.
Na volta do intervalo, Eduardo Barroca tirou Pimpão e colocou Yuri, e o Botafogo equilibrou o jogo nos minutos iniciais, mas foi o Fluminense quem pressionou. E só não marcou porque Gatito parou Caio Henrique que apareceu cara a cara após tabela com Pedro. E Luciano até balançou a rede, mas estava impedido e a arbitragem anulou corretamente.
Até que finalmente o Botafogo conseguiu trabalhar a bola para criar uma chance de gol.
E abriu o placar com Alex Santana, aos 26, subindo sozinho após ótimo cruzamento de Jonathan. O jogo ficou aberto e o volante ainda teve a chance de ampliar em contra-ataque, mas chutou mal demais após driblar Rodolfo. Assim como Diego Souza, que isolou quase na pequena área.
E o Botafogo quase foi punido pela incompetência. Primeiro Gatito fez grande defesa em chute de Léo Arthur. Pouco depois, o Fluminense marcou com Matheus Ferraz pegando rebote em cabeçada na trave de Pedro, mas o centroavante estava impedido e o VAR anulou corretamente. Nos minutos finais, o Tricolor pressionou de maneira desorganizada e o goleiro alvinegro salvou mais uma vez.