O campeão embalou! José Aldo vence Rob Font e pede duelo com Dillashaw no UFC

Ex-campeão peso-pena emenda terceira vitória seguida no peso-galo, bate o número 4 da categoria em luta de cinco rounds e se aproxima de nova chance de título na categoria até 61kg

G1

José Aldo deu mais um passo – firme – rumo à disputa de cinturão no peso-galo (até 61kg). Para isso, venceu o número 4 da categoria, Rob Font, num duelo de cinco rounds em que o brasileiro ex-campeão dos penas (até 66kg) esteve perto tanto de um nocaute como de uma finalização. O triunfo veio por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46).

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Em Las Vegas, o “Campeão do Povo” emendou a terceira vitória seguida na divisão, vindo de vitórias contra Marlon Vera e Pedro Munhoz, e agora deve assumir no mínimo a vaga de Font na quarta colocação na próxima atualização do ranking. Na entrevista em cima do cage, ele se disse pronto para lutar de novo pelo cinturão, mas com a categoria embolada com dois campeões (Aljamain Sterling linear e Petr Yan interino), desafiou o TJ Dillashaw, hoje primeiro colocado entre os desafiantes.

– O Rob Font é um cara muito duro, a gente sabia a qualidade dele, mas estou atrás do meu sonho, quero ser campeão desta categoria e ninguém vai me parar. Estou treinando um pouco de tudo. A gente botou na cabeça que tenho que ser um atleta de MMA completo. A gente vem trabalhando muito na Marinha. Na próxima queria lutar pelo título, mas não sei como vai ser, então acho que eu o Dillashaw estamos aí, e uma luta entre eu e TJ Dillashaw seria espetacular.

A luta

 

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Rob Font imprimiu seu jogo no primeiro round, onde usou e abusou dos jabs com velocidade que tocavam o rosto de José Aldo. O americano chegou a investir nas pernas do brasileiro, mas sem conseguir aplicar a queda. O upper de Font também entrava para cima do brasileiro. José Aldo chegou a colocar um bom golpe na linha de cintura do americano, mas não conseguia encontrar muito o americano no cage. Faltando dez segundos para o fim do primeiro round, Aldo botou uma sequência de jab e direto, além de um cruzado de esquerda que mandou o americano para o chão. O brasileiro tentou pressionar e liquidar, mas não teve tempo para isso.

Na volta para o segundo round, Rob Font acertou alguns duros jabs, mas José Aldo respondeu acertando na linha de cintura e conectando um cruzado de direita. O brasileiro ainda bloqueou um chute baixo e acertou um direto, e depois um duro direto de direita balançou o americano. Aldo ainda tentou uma joelhada voadora, mas Font escapou. O americano voltou a ir para cima com seus jabs, mas Aldo mostrava a esquiva em dia. Assim como no primeiro round, os golpes mais duros foram do brasileiro, enquanto Font mostrava uma pressão no início e caía no restante da parcial.

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

José Aldo venceu Rob Font por decisão unânime (50-45, 50-45 e 49-46) — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Rob Font voltou para o terceiro round com um inchaço abaixo do olho esquerdo. Ele voltou a ir para cima no começo e Aldo logo respondeu com duros chutes baixos por fora da perna esquerda, soltando o jogo que Dedé Pederneiras tinha pedido no intervalo. Font tentou catar as pernas e derrubar, mas o brasileiro defendeu e caiu por cima. Em vantagem na meia-guarda, Aldo tentou pegar no katagatame, mas Font fechou a guarda. Aldo, sem conseguir a montada, deixou Font se levantar. O americano voltou a disparar seus jabs, mas Aldo encontrou um direto e emendou com chute baixo que desequilibrou o adversário, que caiu sentado e se levantou.

Com o olho direito inchado, José Aldo voltou para o quarto round vendo Font ir de novo para cima, mas mandou um duro jab e direto que o fez recuar. Aldo foi para cima, tentou uma joelhada e Font caiu deitado. O brasileiro buscou o crucifixo, mas Font defendeu, assim como o katagatame de Aldo na sequência. José Aldo ficou em vantagem na posição de 100kg e procurou o crucifixo de novo. Font girou para dentro e repôs a meia-guarda. Mesmo por baixo, o americano conectou algumas cotoveladas perigosas, assim como uma kimura no braço esquerdo, mas sem conseguir chegar à posição.

No último round, Font voltou a tentar coloca pressão de início, mas José Aldo se mostrava cerebral. O americano levou o brasileiro para o clinche na grade e deixou uma cotovelada na saída, mas Aldo passou a ditar o ritmo de novo com jabs e diretos. Font o agarrou em busca de nova queda, mas Aldo o machucou com o direto de direita. O brasileiro foi para cima, acertou golpes na cabeça com Font no chão. Depois, Aldo foi para as costas e chegou a ficar montado com o adversário de lado no chão. Font deu as costas, Aldo fechou o triângulo na linha de cintura e passou o mão com mão, mas sem estar bem encaixado acabou não conseguindo finalizar a luta. Restando poucos segundos, Aldo apenas seguiu na posição dominante para depois comemorar a vitória que sabia ser dele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui