Toffoli decide que eleição no Senado será secreta e anula voto aberto

Poder Ideias - Jantar com o presidete do Supremo, Dias Toffoli. Brasilia, 26-11-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder360.

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, determinou na madrugada deste sábado (2.fev.2019) que a votação para a presidência do Senado deve ser secreta.

Também suspendeu o voto aberto decidido pelos senadores na 6ª feira, sob a direção de Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Acompanhe o Blog do Pávulo no Facebook   Twitter  Instagram

Rodrigo Maia é eleito para novo mandato como presidente da Câmara dos Deputados

Toffoli atendeu a 1 pedido feito pelo Solidariedade e MDB na madrugada deste sábado (2.fev.2019).

De acordo com o ministro, é necessário respeitar o artigo 60 do regimento do Senado, que determina a votação secreta.

Declaro a nulidade do processo de votação da questão de ordem submetida ao plenário pelo senador da República Davi Alcolumbre, a respeito da forma de votação para os cargos da Mesa Diretora. Comunique-se, com urgência, por meio expedito, o senador da República José Maranhão, que, conforme anunciado publicamente, presidirá os trabalhos na sessão marcada para amanhã (sábado)“, destaca o documento.

A sessão que vai definir o novo comando da Casa está marcada para as 11h de hoje.